Pages

1 de mai de 2011

Thor: God of Thunder


por: Vector

Thor: Deus do Trovão

“Por Asgard”, você que gosta de jogos de ação, irá se divertir dando marteladas na fuça de seus inimigos, nada como o bom deus nórdico para resolver tudo na porrada, vamos lá. 

Não é nenhum segredo que os videogames baseados em filmes têm uma má reputação. No entanto, a Sega está tentando mudar este estigma negativo com o jogo Thor: God of Thunder. Em vez de apenas recauchutar os acontecimentos do próximo filme, esse jogo dá a liberdade para fazer sua própria história, fora da narrativa do filme. A Marvel Comics e o escritor Matt Fraction, conhecido por seu trabalho em Uncanny X-Men e vários quadrinhos de Thor, tem ajudado como consultor da aventura na elaboração de um história específica para este jogo. Nessa jornada da crônica de Thor, você passará por todos os numerosos mundos da mitologia nórdica para combater inimigos baseadas diretamente dos quadrinhos, incluindo Ymir, Surtur, e Ulik.


Existem algumas versões de Thor, irei primeiramente comentar sobre as de Playstation 3 e Xbox 360, que é um jogo de ação em terceira pessoa. As áreas são focadas principalmente no combate, que é muito fácil em torno de acessibilidade. A luta é uma mistura de hits normais com “Mjolnir” lendário martelão, de Thor, intercalado com os poderes elementares, que atua como movimentos de finalização. Você pode no controle, alternar entre os três poderes do Thor, elementos de: vento, luz, e trovão. Se um inimigo estiver longe, Thor pode atacar à distância usando seu Mjolnir, para acertar nos inimigo, arremessando seu martelo na cara de monstros. Confira o vídeo abaixo para ver o filho de Odin em ação.


A versão do Wii teve uma abordagem semelhante com a ação em terceira pessoa, mas tinha um visual diferente. Parecia mais os quadrinhos, ao contrário do jogo anterior, que mais parecia o filme, com sua armadura brilhante, colorida e inúmeros equipamentos desbloqueados para o personagem tirado de suas várias versões. Existe um chefe envolto em chamas gigantes, Surtur e seus lacaios. Esse confronto deixa você com vontade de ir muito adiante (até porque este Surtur vem no começo), lembra muito a versão para os consoles acima. No Wii, as finalizações de combo são executados com movimentos específicos com o Wii Remote, ao invés de pressionar um simples botão. Usando o controle direcional e gesticulando com o Wii Remote, também poderá acessar à vários poderes elementares deThor. Você consegue também invocar um tufão ao redor dos inimigos; outra é a lighting storm para atordoar os alvos, Thor tem um terceiro poder, sobrecarregado o martelo para dar dano adicional.

Troll bem passado quem quer?

Após  derrotar o gigante Surtur, irá surgir uma espada flamejante. A segunda área, exibe um mecânismo exclusivo para esta versão o  vôo.
Thor levantado ao céu em uma simples seqüência, e podendo usar o martelo para lançar raios contra os inimigos, no Wii quando se usa o Wii Remote para apontar e fazer dispararos de luz, você pode usar esse poder como você quiser. Pode também manter pressionado o botão de ataque e utilizar o cursor por múltiplos alvos para atacar todos ao mesmo tempo, uma técnica que é útil para a captura de inimigos menores.

 meio rápido e seguro de se voar


A última versão é do Nintendo DS, e ele acabou por ser o meu favorito. Este jogo, lembra o estilo de Ghosts‘n Goblins, (lembra do Arthur que perdia a armadura e ficava só de samba-calção).
Desenvolvido por WayForward Technologies (mesma de Contra 4), esta versão do jogo apresenta ainda uma outra concepção de arte única.Desta vez, foi na forma de alguns projetos de duendes altamente detalhado e elegante. O jogo em si foi feito em um fundo lateral 2D que, utilizaram ambas as telas, para bater nos inimigos ao seu redor e n outra tela. A primeira área leva através do jogo, em meio de uma invasão maciça de Asgard por trolls (descrito como os ratos, kobolds, ou bandidos do universo de Thor). Como são vários jogos do Thor, fiquei aliviado ao ver que o jogo havia incluído controles táticos touch-screen. Depois de matar os demônios, que saltam à sua frente e enfrentar o gigante Ymir (uma espécie de demônio de Gelo Gigante).
O encontro do chefe de tela dupla. Tem que lutar contra demônios congelados de Ymir, driblando uma avalanche do pedras de gelo antes de pular até o topo da tela nos ombros do gigante e chegando no rosto para a usar o seu martelo.

onde estas, monstro covarde

Cada versão do jogo tem algo diferente para trazer a nós, é reconfortante ver a liberdade dada, ainda mais a criatividades na forma das versões.

Nenhum comentário:

Postar um comentário