Pages

20 de abr de 2011

Parada Cosplay reúne mais de mil pessoas na Virada Cultural

A Parada Cosplay aconteceu neste domingo 17 como atração da Dimensão Nerd dentro da programação da Virada Cultural em São Paulo. O desfile começou às 14:00 no Viaduto do Chá e terminou na Praça do Correio, no Palco Dimensional da Dimensão Nerd. Segundo a organização do evento, participaram mais de mil pessoas.
A analista de sistemas Wanessa Rubia foi a primeira cosplayer a chegar à concentração na Praça do Patriarca. Vestida de punk-lolita, esta foi a primeira vez que ela participou de um evento de cosplay em São Paulo – ela veio de Minas Gerais. Acompanhada do namorado, o engenheiro Rubens Sato, Wanessa contou que faz cosplay há dois anos e que a expectativa por participar do evento era grande.
Em seguida, chegaram mais cosplayers, dos mais variados estilos e inspirações. Havia trajes baseados em animes como Sailor Moon, Pokémon e Bleach, além de pessoas vestidas com camisetas temáticas. A Parada Cosplay atraiu também aficionados por personagens ocidentais. Entre eles, estavam o Super-Homem, Vampira e Gambit (X-Men), The Flash, Lanterna Verde, Harry Potter, Jack Sparrow (de Piratas do Caribe) e Rorschach (Watchmen).
Outra demonstração dessa diversidade foi dada pela médica Paula Fabris, que fez o cosplay da personagem Rê Bordosa, criação do cartunista Angeli. Paula é cosplayer há 13 anos, na época em que Cavaleiros do Zodíaco e Sailon Moon começaram a onda do anime e mangá no Brasil.
Para animar o trajeto entre o Viaduto do Chá e a Praça do Correio, um trio elétrico guiou a Parada Cosplay pelas ruas do Centro Velho de São Paulo. Estiveram presentes os cantores Edu Costa e Verônica Huang (da banda J~Squad), Carol Himura e Diego Yamashiro (da Wasabi), Adriane Usagi (The Black Heaven) e Hideki Ito. No repertório, o público pode curtir temas de animes como Evangelion, Cavaleiros do Zodíaco, Shurato e Dragon Ball, e de tokusatsu (seriados japoneses de ação) como Jaspion e Goggle V.
Edu Costa e Verônica Huang participaram pela segunda vez da Parada Cosplay. Como curiosidade, eles apontaram a dificuldade na descida rumo à Praça do Correio, já que, desta vez, o trio elétrico era muito mais alto que o mini-caminhão de 2010, e a necessidade de desviar dos cabos de eletricidade.

Um comentário: