Pages

12 de fev de 2011

Luna Sea




Misturando gótico, metal, punk, ska e outras sonoridades, O Luna Sea foi uma importante banda dos anos 1990. Suas músicas trafegavam entre velozes canções e belíssimas cadências. Por sua mistura de sons, a banda sempre pareceu reinventar-se a cada novo álbum, dando um charme todo especial ao seu trabalho.
A primeira aparição da banda com sua formação definitiva, ainda sob o nome "Lunacy", aconteceu no Machida Play House em Kanagawa, quando tocaram para 15 pessoas, com Ryuichi nos vocais, Sugizo na guitarra e violino, Inoran na guitarra base, J no baixo e Shinya na bateria.[1]
Descobertos por Hideto Matsumoto (até então guitarrista do X Japan), o Luna Sea assinou com a gravadora independente Extasy Records, do fundador do X Japan, Yoshiki Hayashi, lançando assim seu debute homônimo em 1991.[2]
No começo, apostando no visual kei rock, a banda aproveitou a gama de outros grupos seguindo o mesmo estilo, e, pela qualidade indiscutível de suas canções, o Luna Sea tornou-se major em pouco tempo. Ao longo dos anos, o visual da banda foi-se tornando mais casual e sua música adquiriu um apelo popular maior, não deixando, porém, de ter um clima sofisticado. Com o álbum Shine (1998) a banda mudou um pouco seu estilo, tornando-se mais melódico, contudo mais ríspido nos riffs de guitarra, mas deixando um pouco de lado a velocidade e o estilo dos álbuns anteriores.
Em 1999, o grupo realizou um show em comemoração de seu 10º aniversário, o "LUNA SEA 10TH ANNIVERSARY GIG [NEVER SOLD OUT] CAPACITY∞, reunindo cem mil espectadores em uma única apresentação, com o show, foi lançado seu primeiro álbum ao vivo, NEVER SOLD OUT.[1]
Em 2000 a banda separou-se. A despedida dos fãs ocorreu com dois shows em dezembro no Tokyo Dome. Desde então, os membros da banda vêm trabalhando em suas carreiras solo (Ryuichi, J, Sugizo, Inoran), novas bandas (Inoran com o Fake?) e colaborações com outros músicos (Sugizo com The Flare e X JAPAN). Shinya chegou a trabalhar solo, mas deixou a indústria musical após casar-se com Aya Ishiguro, do grupo de j-pop Morning Musume.[3] Recentemente, Inoran deixou o Fake? e reuniu-se com Ryuichi para formar o Tourbillon em 2005. Em 2007, Sugizo, juntamente com Yoshiki (X Japan), Gackt e Miyavi, debutou com o S.K.I.N.[2] em 29 de junho com um show para cerca de cinco mil pessoas em Long Beach, Califórnia, EUA. Em 24 de dezembro de 2007, os integrantes da banda reuniram-se novamente para uma apresentação memorável no Tokyo Dome, lançando posteriormente o DVD "God Bless You ~One Night Dejávu~".[1] Neste mesmo ano, foi lançado um CD cover em homenagem à banda, o LUNA SEA MEMORIAL COVER ALBUM-Re:birth-; que contou com participações de várias bandas, entre elas o MUCC, Abingdon Boys School, High and Mighty Color, Merry, entre outros artistas como Nami Tamaki.
Em 2008, a banda reuniu-se novamente para se apresentar no "hide Memorial Summit",[1] realizado no dia 3 e 4 de maio, no Ajinomoto Stadium.
O Luna Sea, com 14 singles, 17 álbuns,[4] é reconhecida como uma bandas visual kei mais influentes do rock japonês.[

Nenhum comentário:

Postar um comentário