Pages

29 de jul de 2011

Akira (ou a obra máxima de Katsuhiro Otomo)

Tava devendo a resenha desse mangá e movie há muito tempo. Uma das obras máximas de um grande artista: Katsuhiro Otomo.
Ele criou perólas como Memorie e Steam Boy.
Sua fama nas histórias se deve ao fato de não contar histórias do modo convencional da maioria dos mangá-kas! Ele conta de um ponto de vista mais realista e o seu traço foge do que seria comum nos mangás. Essa obra tem alma, pode acreditar em mim ^^. Já li toda a obra de Akira e vi seu movie e digo isso: se ainda não assistiu não perca tempo e assista logo rapaz!






No ano de 2038, políticos corruptos, seitas religiosas, revolucionários e um projeto científico secreto, todos combinados na mistura explosiva de Neo-Tokyo. Os grupos rivais estão de olho em um prêmio: controle de Akira, um garoto com tanto poder que ficou em estado criogênico por mais de 30 anos. Um golpe foi planejado, mas tem uma carta ainda não jogada: Tetsuo, um jovem motociclista impetuoso que liberta Akira...

Nenhum comentário:

Postar um comentário