Pages

25 de jul de 2013

Birthday Boy

Guerra da Coréia, 1951. O pequeno Manuk está andando nas ruas da sua aldeia e sonhando com a vida no front, onde seu pai é um soldado. Percorrrendo a aldeia aparentemente deserta para recolher e reciclar os destroços da guerra. Nos destroços de um avião, recolhe um parafuso para se transformar em um soldadinho de brinquedo para sua coleção. Birthday Boy conquistou 40 prêmios em festivais de cinema ao redor do mundo incluindo o de Melhor Curta de Animação no Festival de Animação por Computador em 2004, que qualificou o filme para os Oscar de 2005, perdendo para outro extraordinário curta... O filme é ambientado na Coréia, durante a guerra do norte do país e seus aliados a China e a União Soviética, contra o sul e uma coalizão das Nações Unidas liderado pelos EUA, que incluiu mais de 17.000 australianos. Mas o filme não é sobre a guerra como tal (como Sejong deixa claro em entrevistas para a mídia), e certamente não é sobre a experiência australiana deste conflito. Também não é um comentário explícito sobre o conflito no Iraque, que começou no ano anterior ao filme. Pelo contrário, é sobre o impacto da guerra sobre aqueles deixados para trás, e por isso tem um apelo muito mais universal e atemporal.



Nenhum comentário:

Postar um comentário