Pages

19 de out de 2013

Ghost Hound

Para comemorar seus vinte anos, a Production I.G. optou por algo ousado - e o resultado foi Ghost Hound, anime no estilo surreal. Os padrões foram descartados, o enredo é irregular e a série ficou parecendo uma concentração de elementos bizarros, mas reunidos com maestria o suficiente para tornar Ghost Hound inesquecível - afinal, foi criado por Shirow Masamune (Ghost in the Shell), o script ficou a cargo de Chiaki Konaka (Lain, Tehxnolyze) e a direção, de Ryutaro Nakamura (Kino no Tabi, Lain). A trama se passa na humilde e isolada cidade de Suiten. Tarou Komori sofre de narcolepsia (condição neurológica cujo principal sintoma é a sonolência diurna excessiva) - e, ao cair no sono, freqüentemente passa por experiências extracorporais (resumidamente, a consciência separa-se do corpo). Esse seu estado foi disparado quando, aos três anos de idade, Tarou foi seqüestrado junto com sua irmã - e foi o único a sobreviver.









Nenhum comentário:

Postar um comentário